Página: Dicas


Para-Raios

No passado, o homem pensava que raio e o trovão eram os avisos dos deuses enfurecidos, muitas crenças relacionavam os raios e trovaões.Bejamim Frankilin em 1752 fez os primeiros experimentos sobre as descargas atmosféricas, utilizando uma pipa com fio metálico para comprovar que as nuvens podia conter cargas elétricas.Desde aquela época os fenômenos dos raios ou descargas atmosféricas vêm sendo estudadas.

Hoje essas descargas são analisadas como fenômenos elétricos entre nuvens e terra.

Alguns dizeres populares e que não se baseiam em fundamento científico são:

Crença: A instalação do Para-Raios vai descarregar as nuvens e evitar que o raio caia.

Realidade: A descarga das nuvens é na verdade a descarga na forma de raios e o Para-Raios não impedirá a precipitação dos mesmos para a terra.

Crença: O Para-Raios do vizinho está protegendo o meu prédio/casa.

Realidade: O sistema de captação de raios de uma instalação é projetado para proteger a edificação onde está instalado, não garantindo proteção para outras áreas além daquelas para as quais foi projetado.

Crença: O meu Para-Raios mesmo fora de normas tem alguns anos e até hoje não deu nenhum problema.

Realidade: Provavelmente o Para-Raios referido ainda não foi solicitado. O sistema de captação deve ser projetado de conformidade com as normas para quando solicitado atue dentro das expectativas previstas pelos pesquisadores, que são os elaboradores das normas e portanto avaliam seus comportamentos como avanço da pesquisa na área.

ULTIMAS NOTICIAS


HORTOLÂNDIA/SP

CAPITAIS DO BRASIL
 
© Copyright 2013 - PROSET ENGENHARIA - Todos os direitos reservados.
Design:
www.precisouachou.com.br

R. João de Melo Costa, 394
Sumarézinho - Hortolândia/SP
Telefone: (19) 3845.2102